Menu fechado

O Gravador Digital de Dados é um subsistema desenvolvido para transmissão direta, gravação e retransmissão das imagens coletadas pela câmera do satélite AMAZONIA 1. O equipamento funciona guardando os dados de aquisições em que o satélite não está visível para o conjunto de estações operacionais em solo e os retransmite nos momentos de visibilidade.

A Equatorial Sistemas ganhou, no final de 2011, a licitação do INPE para fabricação e qualificação delta do subsistema, originalmente desenvolvido para o programa CBERS. O contrato também incluiu o fornecimento de dois equipamentos de suporte em solo para os testes funcionais e elétricos a nível de placa e de equipamento.

Visando a entrega de um equipamento para atendimento completo dos requisitos no novo programa, motivo de discussões entre os anos de 2012 e 2013, a Equatorial desenvolveu um novo módulo de potência e adquiriu e inspecionou módulos de memória, com a recente tecnologia flash em ambiente espacial, da empresa Airbus DS Elancourt.

Entre as capacidades do equipamento estão a possibilidade de rotear diretamente os dados de entrada para a saída em tempo real, a capacidade de realização de auto-teste para verificação do estado do computador de bordo (OBDH) e a capacidade de cruzada de acessar os canais de memória nominal e redundante, estando livre de ponto único de falha.

Capacidade de memória  160 GBits (EOL)
Interface de gravação e leitura  64MHz
Voltagem  21 a 36VDC
Potência nominal (28V)  ~9W
Taxa de erro  < 10-9 Bit
Massa do subsistema <7 kg

Ainda em 2013 a Equatorial executou todos os testes de qualificação do modelo EQM, que incluíram:

  • Medidas físicas de massa e propriedades de inércia;
  • Interferência e acoplamento eletromagnético, emitido e irradiado (EMI-EMC);
  • Vibração senoidal, aleatória e choque;
  • Termo-vácuo;

O conjunto de equipamentos elétricos de suporte (ESE) é composto por dispositivos manuais e automáticos que auxiliam a realização de testes funcionais, a nível de placa e de equipamento. Para o DDR, os dois ESEs previstos em contrato foram montados em racks transportáveis 19″ padrão 21U, nos quais os equipamentos comprados ou fabricados são fixados. Entre as principais funções do ESE, são possíveis citar:

  • Fornecer as tensões de alimentação do subsistema e prover meios para medida de consumo;
  • Prover uma interface geradora de telecomandos do tipo ON/OFF, com tensão de alimentação independente;
  • Prover uma interface de aquisição de telemetrias dos tipos analógicas e “bi-level” ;
  • Prover uma interface serial de alta velocidade com capacidade de gerar e transmitir e armazenar os dados seriais (I & Q) e clock transmitidos pelo subsistema;
  • Prover uma interface com capacidade de gerar e transmitir comandos via barramento padrão MIL-STD-1553.

A missão do satélite AMAZONIA 1, baseado na plataforma PMM desenvolvida pelo INPE, é prover dados frequentes do desmatamento na amazônia e do avanço de áreas agrícolas brasileiras.