Menu fechado

Em 1996, a Equatorial foi contratada pelo INPE-MCT para continuação do desenvolvimento, manufatura e integração da primeira versão da câmera de amplo campo de visada (WFI) para a missão dos satélites CBERS1&2. A ótica importada foi integrada em um único instrumento capaz de 260m GSD e uma abertura de 890km.

O contrato do CBERS1&2-WFI foi o primeiro no Brasil de desenvolvimento completo encomendado a uma empresa de capital privado no Brasil, ou seja, desde as especificações dos subsistemas até a fabricação. Três modelos de voo foram entregues e posteriormente lançados em órbita nos satélites CBERS 1, 2 e 2B. Ainda para esses satélites, a Equatorial foi contratada para a qualificação dos 12 equipamentos do sistema de potência, fabricados por empresas sem experiência em prévia em tecnologia espacial.