Menu fechado

O uso de sistemas espaciais é imprescindível para o acesso contínuo a dados meteorológicos e ambientais em todo o território brasileiro, principalmente em áreas remotas desprovidas de meios convencionais de comunicações e com dificuldades ou restrições de acesso. É neste contexto que se insere o Sistema de Coleta de Dados Hidrometeorológicos, SCD-Hidro.

O sistema SCD originalmente implantado é composto pelo segmento espacial, satélites SCD-1 e SCD-2, pelas diversas plataformas de coleta de dados (PCDs) distribuídas pelo território nacional, pelas estações de recepção em Alcântara e Cuiabá e pelo centro de missão de coleta de dados em Natal, RN. O Centro de Controle de Satélites está localizado em São José dos Campos, SP.

O sistema atual permite, nas regiões mais bem atendidas, a coleta de dados de 100 em 100 minutos, tempo correspondente a uma órbita completa dos satélites SCD.

O Estudo de Comparativo de Soluções para o Sistema de Coleta de Dados Hidrometeorológicos consiste da consecução de estudos técnicos comparativos, fundamentados, que permitam à AEB definir solução técnica que melhor se aplique à continuidade do atual Sistema Brasileiro de Coleta de Dados Ambientais (SBCDA), que passa a ser denominado Sistema de Coleta de Dados Hidrometeorológicos (SCD-Hidro).

Dentre os estudos realizados e gerenciados pela Equatorial Sistemas, com a participação das empresas Orbital Engenharia e Neuron, estão:

  • Reconfiguração das PCDs considerando operações com os satélites SCD, NOAA, GOES e CBERS3&4;
  • Avaliação para embarcar carga útil em satélite geoestacionário nacional;
  • Requisitos básicos de carga útil de satélite geoestacionário e segmento solo correspondente;
  • Requisitos básicos para o desenvolvimento de PCDs tipo GOES;
  • Estudos de alternativas de constelações de satélite LEO;
  • Requisitos básicos de constelações de satélites LEO;
  • Requisitos básicos de transponder do satélite para 10.000 PCDs;
  • Requisitos básicos de modem e segmento solo para o SCD-Hidro.